A difícil tarefa de buscar clientes

  1. Nanotech 2011-09-09 B
  2. Escher - Subindo e Descendo

1-Produtos excelentes.
2-Serviços competentes e muito qualificados.
3-Prazos dentro da expectativa dos clientes ou até mais breves do que o esperado.
ENTÃO PORQUE NÃO VENDEM??

A razão é MEDO! Centenas de micro e pequenas empresas com os atributos acima estão declinando ou quase fechando porque seus titulares não vendem o que produzem. Na maioria das vezes alegam falta de tempo, e ficam dentro do escritório administrando quase nada, porque sem venda não há muito o que administrar, a não ser dívidas.
Outros alegam estar muito envolvidos na produção. Produção do que, se há falta de pedidos?

Há os que encerram qualquer diálogo com a afirmação de que o que precisam é botar um vendedor na rua e é muito difícil achar bons vendedores.

Entretanto, o medo de se expor, de tentar marcar um contato, é maior que tudo isso. Mesmo sabendo onde está o cliente potencial e até qual o nome de quem poderia decidir, alguns empresário da pequena empresa  tem seu batimento cardíaco aumentado e começam a transpirar apenas com a hipótese de sair à rua.

Totalmente compreensível. Afinal bater em porta alheia é arriscar ser rejeitado e ninguém gosta disso. Mas o enfrentamento desse risco é o único meio de superá-lo. E quando se consegue fazer um, três, cinco, dez novos contatos, as chances de venda aumentam (claro), mas aumentam também as chances de perceber que afinal o que se julgava tão difícil pode ser na verdade uma fonte de sentimentos emocionantes.

Qualquer vendedor que leia isto, sabe do que falo. A eufórica emoção de voltar prá empresa com um pedido assinado, um contrato fechado com uma empresa que, meses atrás, nunca ouvira falar de nós e agora é nosso cliente.

Mulheres grávidas dizem que ao ouvir o choro do bebe após o parto, desaparecem imediatamente todas as  lembranças ruins do processo de gestação e suas dores, de tão gratificante que é dar a luz.

Vendedores que fecham uma venda batalhada, após meses de chá de cadeira, idas e vindas, orçamentos refeitos, etc. também revelam grande prazer ao conquistar o desejado pedido.

Fácil não é mesmo. Mas o esforço costuma ser premiado com o fechamento e o sentimento de realização.

Nosso grande desafio, como consultores, é levar estes empresários a iniciarem essa experiência de venda. Até porque, só após saber como funciona vender sua própria empresa é que ele estará em condição de saber contratar e gerenciar um vendedor para ela.

E os que superam seus medos e, com nosso apoio, se aventuram nos caminhos da venda, descobrem como é bom sentir-se um pouco mais “donos” do seu próprio mercado em vez de esperar inutilmente pelo “vendedor-salvador” que raramente virá.

 

 

Sobre o autor

André Ganzelevitch

avatar

André Ganzelevitch é consultor Empresarial e Profissional de Treinamento desde 1981.É autor de mais de 60 títulos de Programas de Treinamento, Workshops e Palestras para diversas entidades de apoio empresarial, para aplicação presencial e à distância.

2 Comentários

    • Prezada Carla Renata Fernandes,
      Desculpe a demora para responder sua consulta.
      Gostaria de poder ajuda-la, mas preciso de um pouco mais de informação:
      1) Com que tipo de produto ou serviço você trabalha?
      2) Qual é o perfil de clientes para seu produto?
      3) Há quanto tempo você trabalha com vendas?
      Aguardo suas respostas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *