Dicas&Toques 126 – Qual é a Próxima Festa?

  1. dt126

D&T70

Já passou o Natal, Ano Novo, Carnaval e Páscoa. Agora vamos festejar o que?

Alguns dizem que feriado atrapalha faturamento, que encarece os custos da folha de pagamento, outros adoram porque vendem mais.

Não sei em que grupo você está, mas cá entre nós, bem que uma festa é bem vinda, não é?

Sejam motivos religiosos ou pagãos, cívicos ou folclóricos, as festas e os feriados ajudam a marcar a passagem do tempo, dão a oportunidade de celebrações e pequenos encontros familiares ou com amigos, servem de paradas importantes para que possamos perceber que a vida tem outras cores que, no dia a dia, muitas vezes deixamos de ver.

Dizem que o melhor da festa é esperar por ela. A verdade é que ter uma expectativa de festa torna os dias anteriores mais estimulantes.

Nós, profissionais de vendas, conhecemos isso melhor que os colegas de outras áreas da empresa, já que é comum nas equipes, marcar comemorações de atingimento de metas, celebrações de fechamento de contratos, etc.

É evidente que fixar um acontecimento como condição para que se faça uma festa é uma medida com grande chance de sucesso. As pessoas comentam o que farão no dia, as mulheres, que geralmente aproveitam melhor as festas do que os homens, tendem a falar sobre que roupa vão usar no evento, arrumam-se no salão um dia antes ou no mesmo dia num importante ritual de preparação de si mesmas que o universo masculino não possui.

Mas além das grandes celebrações, as pequenas, mais modestas no porte e com menos pessoas, também são prazerosas. Que tal pensar em alguns indicadores de desempenho para serem comemorados quinzenalmente? É muito? Tá bom, festa do mês então.

Em vendas e na produção é fácil. Nas áreas de administração e contabilidade talvez seja mais difícil, mas não impossível. Momentos em que as pessoas param para congratular-se por pequenas, mas importantes conquistas são preciosas oportunidades de afinação de equipes.

Bem próximo temos o feriado de Tiradentes e logo depois o 1º de Maio. São bons momentos de descanso, mas não impactam no estímulo às ações da empresa.

Crie seu calendário, anuncie e promova suas festividades internas. Faça com que elas sejam esperadas, desejadas.

Dê um toque festeiro à sua empresa. Os resultados numéricos certamente serão melhores, mas não é só por isso, não.

Estar na empresa começará a ficar mais gostoso. E já que o trabalho é inevitável, porque não transforma-lo em fonte de prazer?

 

Posted in:
Sobre o autor

André Ganzelevitch

avatar

André Ganzelevitch é consultor Empresarial e Profissional de Treinamento desde 1981.É autor de mais de 60 títulos de Programas de Treinamento, Workshops e Palestras para diversas entidades de apoio empresarial, para aplicação presencial e à distância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *