Dicas&Toques 150 – Você dá Emprego a um Egresso do Sistema Penitenciário?

D&T70

O sujeito saiu da cadeia, portanto, cumpriu sua pena e liquidou sua dívida com a justiça. De acordo com a lei ele está quite com o sistema. Mas a sociedade impõe uma segunda e imprescritível pena. A de ser ex-presidiário.

Centenas de pessoas deixam o sistema carcerário todos os anos e voltam ao convívio com a sociedade.

Essas pessoas, por diferentes motivos e diversos níveis de gravidade, passaram um período de suas vidas em penitenciárias. Independente do crime cometido, o fato é que a lei lhes impôs uma pena que foi cumprida.

Teoricamente ele deveria voltar ao mercado de trabalho, até porque a única forma realmente digna de recuperação total é a conquista de um oficio que dê ao egresso do sistema um mínimo de segurança financeira e moral.

Mas a rejeição a essas pessoas é ainda muito grande. Algumas empresas, inclusive multinacionais, têm programas específicos para reinserção desse pessoal no mercado de trabalho. O estado, nas suas instâncias federais e estaduais, tem algumas iniciativas, porém tímidas e insuficientes.

Nas empresas de porte pequeno e médio a presença dessas pessoas é irrisória, quase inexistente.

A preocupação maior, compreensível, mas não necessariamente correta, é a de que alguém que sai de uma penitenciária voltará a delinquir.

É mais ou menos a mesma coisa que imaginar que alguém que comete um erro (qualquer erro) tenderá a cometê-lo novamente de forma compulsiva e irremediável.

Como consultor com mais de 35 anos de atividade já conheci muitas pessoas que cometeram erros graves, se arrependeram e, envergonhadas, dificilmente confessam o fato a alguém exceto quando confiam o suficiente para isso. A diferença é que na época de tais erros, não foram pegas, não foram denunciadas e, portanto, não foram presas.

Não defendo aqui que se saia por ai contratando todo ex-detento. Mas há sim que refletir melhor sobre a rica experiência que muitas dessas pessoas podem agregar às empresas.

Por outro lado, quando a sociedade rejeita, está novamente empurrando a pessoa para a vida que ele tenta deixar. Será esse o caminho?

 

Prepare seu final de semana.

 

Posted in:
Sobre o autor

André Ganzelevitch

avatar

André Ganzelevitch é consultor Empresarial e Profissional de Treinamento desde 1981.É autor de mais de 60 títulos de Programas de Treinamento, Workshops e Palestras para diversas entidades de apoio empresarial, para aplicação presencial e à distância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *