Dicas&Toques 204 – E quando já usamos tudo o que sabemos pra vender?

  1. dt204

D&T70

Já se fez telemarketing, e-mail marketing, visitas, envio de folders, anúncios na internet. Já houve almoço com clientes inativos, clientes potenciais, clientes possíveis, clientes prováveis, clientes talvez, quem sabe. E agora?

Se sentarmos na sarjeta e chorarmos, talvez dê uma sensação de alívio por 2 ou 3 horas. Se entrarmos num bar e enchermos a cara, parecerá tudo bem por umas 4 horas, mas depois a ressaca será insuportável. Se nos deixarmos abater, aí não haverá saída alguma. E será que tem saída?

Só saberemos se continuarmos tentando, não é?

Num esforço para ver o lado bom de cenários ruins, podemos dizer que crises são excelentes oportunidades de aprendizagem e fortalecimento pessoal e profissional.

Aí, no outro dia um amigo me disse:

“Pois eu já estou farto de tanta aprendizagem. Prefiro um pouco de confortável burrice”.

Mas continuar tentando não é perda de tempo? Nem sempre. Se não deu de um jeito, dê de outro.

A questão a resolver é: se o mercado não está receptivo é porque os clientes estão sem dinheiro para comprar o que eu tenho a oferecer OU é porque eu estou oferecendo algo que não é o que eles estão precisando agora?

Então o verdadeiro desafio não é conseguir vender o que se produz, mas sim produzir o que, realmente se pode vender.

Seu produto pode ser adaptado? Modificado? Há como ajustar o que você faz às necessidades atuais dos seus clientes?

E, antes disso, conhece essas necessidades?

Pois saiba que nós consultores, como qualquer outro profissional, também enfrentamos esse mesmo desafio.

Como pode-se viabilizar reuniões consultivas de modo econômico, porém com alto índice de contribuição à empresa contratante?

Duas alternativas:

  1. Consultoria via Skype. Não há deslocamentos físicos que consomem tempo e dinheiro. Podem ocorrer em horários mais flexíveis, até mesmo à noite ou nos finais de semana e com o recurso de compartilhamento de tela pode-se analisar documentos e gráficos quase tão bem como em reuniões presenciais.
  2. Consultoria coletiva.Em pequenos grupos de 3 a 6 empresários estas reuniões mediadas por consultores são muito ricas em suas discussões. Qual é a função do consultor? Conduzir o processo evitando que virem apenas reuniões sociais de bate-papo informal e propor questões específicas com métodos de discussão.

Encontrar novas formas de vender e/ou achar o ajuste correto que torna o produto ou serviço mais vendável. Estes são os temas foco do momento.

Encontrando a medida certa, podemos ir para o bar, mas aí só pra brindar ao sucesso.

Prepare seu Final de Semana.

Posted in:
Sobre o autor

André Ganzelevitch

avatar

André Ganzelevitch é consultor Empresarial e Profissional de Treinamento desde 1981.É autor de mais de 60 títulos de Programas de Treinamento, Workshops e Palestras para diversas entidades de apoio empresarial, para aplicação presencial e à distância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *