Dicas&Toques 34 – Prospecção de clientes – II

Na semana passada tive o prazer de estar com um grupo de empresários trabalhando a questão da prospecção de clientes. Alguns já faziam um trabalho regular, outros só o faziam eventualmente e outros ainda, estavam começando a exercitar essa atividade.

Mas vamos imaginar que nos dá vontade de ir pescar. Podemos fazer isso de duas formas diferentes:

A primeira é juntar tralhas, cacarecos e duas ou três varas e sair para algum lugar onde possamos catar umas minhocas e jogar o anzol. Com paciência e sorte, após horas de conversa fiada e uns golinhos de uma boa cachaça (dizem que pescaria sem cachaça não é pescaria) pode ser que um peixe morda a isca. No fim da tarde, se não tivermos pegado peixe algum, podemos passar numa peixaria prá não fazer feio em casa. Ah… claro. Passar numa farmácia também, pra comprar Engov. Sem peixe, talvez tenhamos exagerado nos golinhos da cachaça.

A segunda forma de fazer isso é definirmos que tipo de peixe queremos pescar. Depois, vamos a uma casa especializada e selecionamos o anzol adequado, as iscas, o tipo de vara, molinete, linha… etc.  Devidamente apetrechados, planejamos com cuidado o local mais provável, nesta época doano, para pescar o peixe escolhido.

Ao chegar, passamos alguns momentos preparando com cuidado os instrumentos necessários para nossa empreitada.

Jogado o anzol, a conversa é sempre baixinha pra não assustar os peixes. Longos minutos de silêncio também são bem vindos porque estamos envolvidos em nosso objetivo, observando as águas, ouvindo seu barulho, sentindo seu efeito relaxante.

De repente, a vara vibra com força!

Entusiasmados, rodamos o molinete e, na ponta da linha, lá está um belo exemplar do nosso alvo.

Mais alguns poucos momentos como esse e terminamos a tarde felizes, plenos de paz e satisfação, com uma bela cesta de peixes.
No caminho para casa, conversando sobre como preparar o prato, nos lembramos de que nem levamos cachaça.

Não faz mal. O prazer da conquista é tão bom quanto uma boa cachaça e não dá ressaca.

E nossos queridos empresários ficaram lá aprimorando seus apetrechos de prospecção. Dentro de duas semanas estarei de volta com esse grupo. Tomara que algum deles me convide para uma peixada, conquistada e preparada por ele mesmo.

 

 

Posted in:
Sobre o autor

André Ganzelevitch

avatar

André Ganzelevitch é consultor Empresarial e Profissional de Treinamento desde 1981.É autor de mais de 60 títulos de Programas de Treinamento, Workshops e Palestras para diversas entidades de apoio empresarial, para aplicação presencial e à distância.

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *