Dicas&Toques 66 – Brindes Inúteis, Empresa Esquecida.

dt&66

No Dicas & Toques Nº 11 já tínhamos falado do assunto, mas diante de tanto dinheiro jogado fora em brindes inúteis, é conveniente retomar o tema.
Vejamos dois critérios básicos para escolha do brinde de sua empresa:

1) Deve ser útil ou desejável para quem o recebe.

2) Deve ajudar a lembrar de sua empresa, seus serviços e/ou produtos.

Se atender pelo menos um dos dois critérios já está bom. Se não preencher nenhum dos dois certamente sua empresa gastou dinheiro à toa. Vamos a alguns exemplos práticos:

A) Caneta – brinde barato. Mas as pessoas cada vez digitam mais e escrevem menos. Nem folha de cheque se assina mais hoje em dia já que os cartões a substituem com vantagens. Então, a não ser que você seja uma entidade de ensino, escritório de consultoria (ajuda a lembrar de sua empresa), ou instituição onde o objeto seja efetivamente usado, a caneta, mesmo barata, não parece ser uma boa ideia. Veja você mesmo em sua mesa, gavetas, pasta, quantas tem e avalie quais – de fato – usa antes que não escrevam mais.

B) Agenda – de médio para caro. Porém, se a maioria dos seus clientes usa o smartphone para anotar compromissos, será um brinde pouco útil. Além disso, mesmo quem usa agenda física, de papel, costuma ter preferências específicas.

C) Bebidas – Vinhos, uísques, etc. Se forem bons, são caros. Muitas pessoas recebem por educação e dão para o porteiro do prédio, ou porque acharam a marca ruim, ou simplesmente porque não bebem. E será que tem relação com seu negócio?

Um bom caminho para esta questão é pensar em algo que seja valorizado pelo cliente e que saia barato para você. Algumas indústrias nossas clientes encontraram formas criativas de aproveitar sucatas e transformar em brindes atrativos e bonitos. Saíram chaveiros, porta blocos de mesa, porta canetas, etc. Outras empresas fizeram blocos de anotações em formato criativo e fácil de portar. Prestadores de serviços usaram seu conhecimento para criar práticas tabelas plastificadas, com informações técnicas e em tamanho que cabe em qualquer bolso. Informação sistematizada também é brinde, e muito bem vindo se o seu público precisa de referências e dados à mão.

É claro que este texto é só uma reflexão. Se você dá canetas aos seus clientes e eles adoram, vá em frente. Mas vale a pena pensar coisas novas. Ande um pouco por sua produção, se você for uma indústria. Pense em conselhos ou orientações do seu setor, se você presta serviços. Identifique artigos e objetos desejáveis, relacionados com seu negócio e que possam levar seu logotipo, sua marca. Se no começo do ano que vem, alguém que não recebeu seu brinde ligar pedindo-lhe para que lhe arranje um, aí você terá um claro sinal de acerto!

 

Posted in:
Sobre o autor

André Ganzelevitch

avatar

André Ganzelevitch é consultor Empresarial e Profissional de Treinamento desde 1981.É autor de mais de 60 títulos de Programas de Treinamento, Workshops e Palestras para diversas entidades de apoio empresarial, para aplicação presencial e à distância.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *