D&T 18 – Slogan. Você tem um?

Slogan não é uma definição. É uma frase que sintetiza uma ideia, conceito ou estilo. Encontramos diariamente empresas que colocam abaixo do seu logotipo algo como, “Peças Técnicas Industriais”. Ora é evidente que isso é uma qualificação do que a empresa faz, mas não um slogan. O bom slogan tem implícita uma intenção de movimento, estimula quem o lê a fazer uma escolha, leva o possível cliente a fazer uma opção.

Comentários:

Talvez você ache desnecessário, na sua pequena empresa, ter um slogan. Mas se acabou de ler os que estão abaixo das marcas, certamente lembrará de vários deles.

Só aí você já tem um primeiro bom motivo: LEMBRANÇA.

Além disso, o slogan reforça a ideia que você deseja transmitir aos seus clientes sobre sua empresa. Se você já tem uma Missão definida, melhor ainda. Ela será a inspiração para uma frase curta mas densa de conteúdo.

Só não esqueça que você deve passar a usá-lo em toda sua comunicação, logo abaixo do seu logotipo ou marca.

Site, cartão de visita, catálogos, uniformes, anúncios, tudo tem que passar a ostentar seu símbolo junto com o slogan escolhido.

Adote um e vá…. AO SUCESSO!!!!!!!

(será que você lembra de que produto era esse slogan?)

 

 

Posted in:
Sobre o autor

André Ganzelevitch

avatar

André Ganzelevitch é consultor Empresarial e Profissional de Treinamento desde 1981.É autor de mais de 60 títulos de Programas de Treinamento, Workshops e Palestras para diversas entidades de apoio empresarial, para aplicação presencial e à distância.

Um comentário

  1. Interessante notar que o slogan como parte integrante da marca também precisa ser construido via propaganda. Para tanto, ele precisa resistir ao “ego criativo” dos publicitários e literalmente permanecer para não morrer. Atualmente, com a ascendência dos canais digitais e a “moda” das campanhas virais, o mote parece ser mais a peça em si do que propriamente a marca, ou seja, passado o burburinho inicial a gente nem lembra qual a marca que fez a “tal da ação”.No sentido dos slogans fortes houve um retrocesso do mercado publicitário. Até o mais feliz deles em tempos recentes: “desce redondo” – em prol da “criatividade” que premia, é propagandeado como por exemplo “churrascabilidade”… então, é isso…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *